unilever
Nós usamos cookies - os cookies nos informam quais partes dos nossos sites você visitou, nos ajudam a medir a eficácia dos anúncios e pesquisas na web, bem como nos fornecem informações sobre o comportamento do usuário, para que possamos melhorar nossas comunicações e produtos. Saiba mais sobre isso no Aviso de Cookies

Empreendendo e Aprendendo

Conteúdos sobre como administrar e desenvolver bem a sua empresa. Treinamentos, dicas de gestão, notícias sobre o mundo digital e muito mais!

ESG: entenda o que a sigla representa e por que é importante pensar em sustentabilidade na sua loja

 O Brasil tem interesse em transformar visão sustentável no mercado, mas falta incentivo.

O interesse de consumidores em empresas que tenham práticas sustentáveis vem crescendo bastante nos últimos tempos. Com isso, é natural que empreendedores tenham dúvidas relacionadas ao tema, como o que é ESG ou o que significa ESG – afinal, a sigla é constantemente vista em cenários que falam sobre sustentabilidade empresarial.

É empreendedor e tem interesse em levar práticas mais sustentáveis para o seu negócio, mas não sabe o que é ESG? É dono de empresa e acaba de cair de paraquedas no assunto? Sem estresse!

Independentemente do seu perfil, o artigo de hoje foi feito para você. A seguir, falaremos um pouquinho mais sobre o que significa ESG e sobre sustentabilidade empresarial. Boa leitura!

O que é ESG?

Uma sigla que carrega em si mudanças e cuidado com o planeta, ela significa ‘Environmental, Social and Governance’, com tradução livre do inglês para o português como ‘Ambiental, social e governança’.

Em poucas palavras, a sigla quer dizer que, quando uma marca se preocupa em minimizar seus impactos no meio ambiente prezando por uma atuação mais justa e responsável com quesitos ambientais, sociais e administrativos, ela está colocando em prática seus preceitos.

O Brasil e a sustentabilidade empresarial

Quando o assunto é sustentabilidade, hoje em dia os consumidores estão mais espertos quanto ao que é ou não considerado propaganda enganosa.

Além disso, o público já não se satisfaz com marcas que apenas ofertam os itens ou serviços que lhes são necessários ou que têm uma boa reputação no mercado: para que um negócio seja bem sucedido, ele precisa ir além.

Princípios de sustentabilidade são cada vez mais buscados e valorizados por inúmeros consumidores brasileiros, e é exatamente por isso que um bom empreendedor entende que é inteligente investir em conceitos como o ESG e em estratégias que visem a sustentabilidade empresarial.

Em julho de 2022, uma pesquisa divulgada pelo Mercado Livre estudou os hábitos de consumo de produtos sustentáveis em países como Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, México e Uruguai. O estudo revelou que o Brasil é responsável por 40% do crescimento do uso de itens sustentáveis, número  duas vezes maior do que o encontrado na pesquisa realizada no ano anterior.

Diante de dados tão expressivos, fica difícil negar que o brasileiro se interessa cada vez mais por ações ecológicas e práticas responsáveis, principalmente pela sustentabilidade nas empresas.

Por conta disso, o momento é mais do que propício para que empreendedores explorem novas ideias e levem ações relacionadas ao conceito para os seus negócios.

Como praticar mais a sustentabilidade empresarial?

Por mais que um empreendedor entenda o que ESG significa, pode ser um pouco complicado visualizar ações que se encaixam neste conceito, bem como formas de praticar estratégias focadas no tema.

Pensando nisso, preparamos algumas dicas que podem te auxiliar neste processo de colocar em prática a sustentabilidade empresarial, sempre levando em consideração o conceito de ‘Environmental, Social and Governance’. Vamos lá?

1. Entenda o que pode ser feito em cada setor

Você já sabe o que ESG significa. Mas será que você sabe quais ações podem ser realizadas em cada área referente às letras que compõem a sigla?

A letra E (‘environmental’ em inglês e ‘ambiental’ em português) engloba tudo que pode ser feito em relação à preservação do meio ambiente, como o combate à poluição e ao aquecimento global.

A letra S (‘social’, tanto em inglês quanto em português), foca no tratamento das pessoas que estão relacionadas a um negócio, como a satisfação de seus clientes e a diversidade na equipe de funcionários.

Por fim, a letra G (‘governance’ em inglês e ‘governança’ em português) é sobre a parte administrativa de um negócio, com ações como pagamentos de impostos e conduta corporativa.

Uma vez que se entende perfeitamente o que é pertencente a cada setor, fica muito mais fácil trazer ações que sejam pertinentes com cada um deles.

2. Fique por dentro de iniciativas sustentáveis

Não há como praticar a sustentabilidade empresarial se você, como empreendedor, não sabe o que acontece no cenário sustentável. Portanto, procure ficar por dentro das notícias deste universo e trocar figurinhas com outros empreendedores que demonstram interesse e praticam o conceito.

Há muito conteúdo para ser estudado, principalmente na internet, assim como eventos dedicados ao assunto. Aproveite tudo que é oferecido e esteja ao seu alcance pois, além de esta ser uma oportunidade para aprendizado, pode ser uma ótima chance de fazer networking.

3. Comece pelo planejamento

Uma vez que você já está mais inteirado do assunto, é hora de começar o seu planejamento. Pense em ações que podem ser feitas em seu negócio e lembre-se de que o conceito de ESG não precisa ser feito de ações enormes e extremamente impactantes.

Comece com o que você tem e onde você está. Essas simples atitudes podem fazer uma grande diferença no futuro:

  • É possível substituir materiais de escritório ou de uso geral por itens reciclados?
  • A empresa oferece coleta seletiva?
  • Há planos de incentivo para colaboradores que tenham práticas sustentáveis, como ir para o escritório de bicicleta?
  • Quais as formas de reduzir o uso de energia elétrica? Há espaço para implementar alternativas?

4. Engaje seus funcionários e seu público

Compartilhe o planejamento e todas as suas ideias relacionadas ao ESG com a sua equipe. É importante que seus funcionários saibam o que está acontecendo ou o que está planejado para acontecer. Assim, eles podem contribuir com ideias e sugestões, e enriquecer ainda mais as ações.

E que tal pensar, ainda, em planos de incentivo para funcionários que colaboram mais com o meio ambiente?

Ah! Não se esqueça de contar todas as suas ações ligadas à ESG para o seu público-alvo. Afinal, consumir de negócios que apoiam iniciativas sustentáveis pode ser muito importante para algumas pessoas, e esse tipo de ação pode, até mesmo, contar como um diferencial sob a concorrência.

Investir em ESG é mais do que uma boa ideia, é uma prioridade. Além de garantir satisfação com o público e com todos os envolvidos em seu negócio, você também está praticando ações mais sustentáveis e prolongando a sobrevivência de todos.


Veja também